Browse by:

novembro

eu num sei muito bem o que te falar, novembro, só sei que, de você, eu espero cura. e aqui eu não falo pra você curar todas as dores do mundo, não, eu falo pra você desacelerar pra perceber, desafiar pra colher, mergulhar pra entender, enfim. eu espero que você amplie a mente das pessoas…

playlist

coloquei o fone, encarei mais uma hora de estrada e me deixei levar pelas palavras que saltavam da melodia e que em mim faziam poesia. eu senti. senti a rima da canção ou, talvez, senti o que o cantor escreveu ao rimar. é que a gente nunca sabe ao certo o que é da gente…

versos

imagina quando a gente viajar o mundo traçar o infinito e desvendar qualquer olhar amor, cacá amaramizadeamorartecamila haikcéudançadia a diaescreverescritorafamíliaimaginarirluamúsicamundonoitepessoaspoemapoesiaresistênciasonhostempotextotrabalhouniversovervida

gentileza

quem me dera ser gentil como a gentileza. e poder viajar nas águas da vida, poder ser leve e transbordar leveza pra quem quiser passar, poder amar e construir um lugar tranquilo pra todo mundo que, a minha volta, preferir ficar. quem me dera acreditar, e acreditar de verdade, na vida das pessoas, nos segundos…

alegria

se o mundo te parecer cruel, menina, tenta não desanimar: você tá aqui pra realizar. realizar os seu sonhos e as suas vontades, realizar o que te faz sorrir, o que te faz olhar, o que te faz crescer, o que te faz amadurecer; realizar o que faz o seu coração pulsar. realizar tudo o…

em branco

tinha um papel em branco e eu enchi de poesia os espaços que cabiam pra eu me encontrar tinha um papel em branco e eu escrevi o que podia pra a cada instante dizer o que sentia sobre a vida sobre os dias sobre o tempo tempo tempo tempo tinha um papel em branco recheado…

a manhã

a manhã é como uma música de anavitória que abraça que acalma que conforta é aquele instante em que as cores se juntam se fazem se multiplicam e transmitem o que há de mais bonito pra ver pra ser pra viver no dia no amanhã no agora a manhã é o agora mais especial que…