O QUE É

o que você faz quando a natureza te abraça?

pra onde você corre?

pra onde você corre quando o vento bate no seu rosto, quando o sol te ajuda a sentir, quando a água te escorre e leva tudo o que você pediu pra, de você, sair?

quem é você quando tudo simplesmente é?

é estranho ler isso assim, eu sei, mas eu quero saber o que você faz quando sente o seu pé tocar a areia, quando mergulha na cachoeira e a tem por inteira, quando se exercita e percebe a sua energia, o seu calor. eu quero saber se você sabe qual é o seu calor. e mais, sempre mais.

sabe aquele instante em que algo finalmente deu certo? em que você se toca que tudo o que desejou aconteceu? em que você agradece por não ter desistido? então, eu quero saber desses momentos.

eu quero que você me conte dos minutos de felicidade que existem e que, muitas vezes, você não percebe. quero que você perceba as alegrias das entrelinhas, que você sorria ao realizar a sua manifestação, que você agradeça ao entender que cada segundo importa. e que, de hora em hora, muitas e muitas vitórias podem acontecer.

por isso, volto a te perguntar: quem é você quando tudo simplesmente é?

e, quando você tiver essa resposta, não deixe de sentir o abraço da natureza, de correr em busca do que faz o seu coração vibrar, de acolher todas as emoções que chegam e que te fazem brilhar. eu espero que você nunca deixe de acreditar. e que, a cada espaço de tempo, você perceba a sua imensidão pra que você sempre sinta a poesia que há a cada passo do nosso existir.

a gente é capaz de transformar nossas perguntas em histórias. e hoje, meu bem, eu te convido a poetizar – a vida, os dias, o seu olhar.

bora lá? <3

amor, cacá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *