eterno agora

a gente acha que precisa solucionar todas as coisas no instante em que elas aparecem. mas, na prática, não é bem assim. há o imprevisto. daí, faz-se necessário refletir.

digo refletir porque, às vezes, o impulso nos leva a tomar rumos improvisados, daqueles que a gente nem sabe de onde surgiu. imaginamos situações irreais, criamos momentos ilusórios, nos deixamos levar por uma mente que, de vez em quando, só quer parar de pensar. e é pensando que a gente percebe tudo isso, é pensando que a gente toma consciência de que tudo o que acontece, desde os imprevistos até os planos que fizemos durante dias, tudo o que acontece é agora.

tudo o que acontece é agora. e o presente surge pra nos lembrar que estamos vivos.

sei lá, posso estar falando um bando de besteira, posso não estar fazendo sentido, posso não estar entendendo nada. só que, aqui dentro, meu pensamento pulsa por ação. ele quer que eu fale. e eu obedeço. é que, pra mim, além de refletir, faz-se necessário compreender.

eu compreendo a água que há em mim ao observar o mar. o que me nutre, compreendo ao sentir a terra, que, ao lado do vento, me eleva no ar e me faz respirar. e é aqui, na minha respiração, que sinto o fogo que há em mim, a vontade de existir, de agir, de me fazer presente.

a verdade é que a reflexão vem, muitas vezes, acompanhada de uma ação. e se a gente não seguir o fluxo, meu bem, a gente não encontra a solução.

tem um tempo em que abro meu bloco de notas e não sei o que escrever. parece que a minha mente se cansou de tentar solucionar todos os problemas do mundo e, pela primeira vez, decidiu não guardar o que não é seu. ela precisou respirar.

não é fácil não pensar; na maioria das vezes, é impossível. mas, ao fazer algo que a gente gosta, ao se conectar com a nossa essência, ao deixar o nosso sentimento se manifestar, daí, a gente entende o que é que nos faz amenizar o controle mental que nos acolhe sem querer. no fundo, a gente compreende a mente, que pensa e adiciona um bando de coisa ao nosso agora. ela quer fazer tudo acontecer. e, de vez em quando, a gente tem a tal mania de achar que precisa solucionar todas as coisas no instante em que elas aparecem. é preciso se deixar levar.

a vida é um eterno agora, sempre a mudar.

lembra disso quando você não se permitir descansar.

amor, cacá