dez

te soletro dez versos de amor,
te encanto com dez canções originais,
te digo que te quero bem umas dez mil vezes

te escrevo dez textos em dez minutos,
te faço carinho dez vezes em dez segundos,
te falo nos instantes que te admiro umas dez mil vezes

te chamo pra perto,
te acolho em mim,
te sinto no universo umas dez mil vezes

te quero em dez,
de dez em dez,
em mil,
de mil em mil

te quero todo dia
te quero toda hora
te quero a todo tempo.

dez é o número de meses que oficializou o que a gente já sentia antes;
dez mil foi o que, ontem, cê me pediu pra ficar.

fico sempre,
tô aqui pra sempre.

e eu poderia te falar tudo isso repetidamente, umas dez milhões de vezes, até chegar ao infinito.

te amo.
de um jeito que nenhuma parcela do dez é capaz de explicar.

amor,
Caca

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *