blog

novembro

eu num sei muito bem o que te falar, novembro, só sei que, de você, eu espero cura. e aqui eu não falo pra você

um sinal

talvez você esteja precisando ler isto aqui, eu não sei, só sei que senti um chamado pra dizer: calma. vai passar. pode parecer difícil agora

playlist

coloquei o fone, encarei mais uma hora de estrada e me deixei levar pelas palavras que saltavam da melodia e que em mim faziam poesia.

passo a passo

eu sei que pode parecer estranho e eu sei que você pode não entender nada agora, mas, ó, escuta: volta pra você. volta pra você!

realidade

alguns dias vão ser mais difíceis do que outros, eu sei. e eu sei também que você vai pensar em desistir. que você vai querer

ei, outubro!

eu quero te pedir tanta coisa… quero te pedir pra ser leve e especial, do jeito que tiver que ser. quero te pedir pra me

camila

eu escuto teus medos e tuas angústias e deixo saltar em mim uma grande emoção ao te ver feliz. você merece. você merece ir além

no meio do caminho

uma vez eu li nos muros por aí uma frase que dizia “não falta amor, falta amar”. e, nos últimos dias, é o o que

presente

sobre o sol que bate na janela e faz a gente acordar eu te digo aqui e agora que em algum lugar em algum momento

tempo

te dedico este verso agora pra que você sinta toda a imensidão que há no tempo. tempo, tempo, tempo… seu, meu, nosso. nosso tempo que