no meio do caminho

uma vez eu li nos muros por aí uma frase que dizia “não falta amor, falta amar”. e, nos últimos dias, é o o que mais tem me feito refletir.

não é que eu não acredite no amor, eu acredito muito, inclusive, mas eu sei que há falta de amar.

onde é que tá aquela vontade de seguir o coração? onde é que tá aquele discurso de se colocar no lugar do outro, de fazer abrigo no colo do outro? onde é que tá o abraço que você deseja dar, a ajuda que você deseja conceber, o ombro-amigo que você diz que tem e, às vezes, esconde? onde é que tá?

onde é que tá o passo a passo, as flores que brilham pra te fazer enxergar, o vento que bate no seu rosto e faz o frio da sua barriga chegar? onde é que tá a estrada doce, os pássaros que cantam ao te ver, as árvores que voam pra que você possa passar, confiar, caminhar?

onde é que tá?

onde é que tá a melodia, a poesia, o dia a dia? onde é que tá o presente, o instante que acontece aqui, enquanto digito, onde é que tá o instante que acontece aí, enquanto você me lê? onde é que tá?

onde é que tá a corrida pros braços de quem você ama, onde é que tá a corrida atrás dos seus sonhos, onde é que tá a sua corrida? onde é que tá o seu lugar?

e o sentir? onde é que tá o nosso sentir? meu Deus, quando foi que você parou de sentir?

sei lá… onde é que tá o nosso amar?

é que a gente já deixou de aproveitar o caminho faz tempo. a gente quer tudo pra ontem, quer que o futuro seja lindo e feliz, quer que a felicidade se instale e que dê as mãos para o amor sem questionar, sem tentar, sem entender. a verdade é que a gente não aproveita mais esse lance de conquistar. a gente, como sociedade, quer amor, mas esquece de amar.

escrevo esse texto depois de refletir um tanto e de não encontrar palavras pra explicar uma dor imensa ao ler uma notícia que me fez chorar. digo agora, porque a gente precisa entender, a gente precisa se questionar, a gente não pode deixar pra lá. não adianta ter amor se você não quer amar.

nos ensinaram a viver com a falta de amor. não lembraram de nos avisar que, no meio do caminho, pode acontecer a falta de amar.

cacá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s