girassol

talvez, tudo o que a gente precise seja ser girassol por um dia.

mergulhar nas nossas pétalas, entender os nossos ciclos, sentir e cultivar a nossa luz.

talvez a gente precise entender que nem sempre vai ser eterno, que nem sempre vai dar pra estar em todos os lugares ao mesmo tempo, que nem sempre a gente vai agradar todo mundo. e tudo bem; porque, ao ser girassol, a gente percebe que iluminar o outro é, sobretudo, iluminar a gente. e sempre.

talvez a gente tenha que viver cada momento pra entender todas as entrelinhas. e fazer de cada instante o segundo perfeito pra continuar, pra estar aqui, pra caminhar e existir em tudo, até mesmo nos problemas. problemas são etapas e, às vezes, necessários. precisamos aprender com os desafios, precisamos ter ao lado os minutos de raiva, de fraqueza, de tristeza. precisamos entendê-los. e, depois, precisamos deixá-los ir. eles são importantes, mas não são pra sempre. é preciso deixar ir.

talvez a gente precise existir pra contemplar o que há de mais bonito na vida. e continuar sabendo que, mesmo na escuridão, o girassol se cria. o girassol se expande. o girassol existe.

ser girassol é entender que a sua luz vem de dentro, vem do interior que pulsa ao iluminar, e que, muitas vezes, ela só depende de você.

ser girassol é brilhar mesmo quando o mundo te diminui, ser girassol é, no preto e branco, enxergar e entender que a cor que há na vida vem, principalmente, da gente.

somos brilho, somos luz, somos amor.

tá sentindo o sol bater aí?

amor, cacá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s