instantes

talvez, tudo que a gente precise seja de um café com doce de leite.

eu gosto de observar as pessoas. observo suas manias, seus toques nos cabelos, suas maneiras de enxergar as coisas. eu observo as coisas. observo aquela menina que pediu seu chocolate quente e não gostou, observo a outra que pediu um café e amou, observo a terceira que tava ali somente ela companhia. eu observo. observo a vida que passa sem pedir licença, observo as gentilezas diárias e as maldades, também. eu observo tudo, até quando não quero, e faço dessa ato um bom lugar pra ficar. eu fico.

tem coisa que sai da gente sem a gente querer, e tudo bem, a gente não sabe tudo, somos feitos do pó que o universo escolheu pra nos criar. e eu observo o universo, observo as escolhas que ele coloca, observo o destino que ele traçou e que, muitas vezes, muda sem parar. eu gosto de observar. e eu escrevo. escrevo pra tentar dizer que, do café e do leite, saem coisas lindas, principalmente histórias de pessoas que, juntas, resolveram sentar pra tomar um café. eu observo o tempo, daí. e faço do meu instante um bom lugar pra morar.

neste tempo em que a falta de tempo vira rotina, tomar um café com doce de leite pode ser revolucionário. se doar ao tempo é algo que, infelizmente, tá cada vez mais escasso, mas, ao aproveitar o doce se misturar com o amargo, o forte dar lugar à doçura, a alegria dar a mão pra paciência, enfim, é resistir a toda a ideia de que não temos tempo. temos, sim. e, talvez, tudo o que a gente precise seja tomar um café com doce de leite, pra entender que não importa o estresse, não importa o problema, não importa a adversidade; você pode parar, pelo menos por um segundo, e observar. você pode escrever a sua vida ao tomar um café.

ao sentir, a gente entende que precisa mais daquilo, que precisa ir mais vezes numa cafeteria. a gente precisa desse amor diário que só foi percebido graças ao minuto que nos permitimos ter ao observar que, quando tomamos café, deixamos o peso do tempo pra lá, damos uma pausa na mente pra continuar. a gente continua. e relaxa. e vive.

observar é eternizar o tempo com um olhar.

já tomou seu café com doce de leite hoje?

amor,
Caca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s