conselho

eu não sei exatamente do que as estrelas são feitas. e eu também não sei exatamente do que somos feitos.

se é poeira cósmica o que nos une, de todas, uma certeza: a luz que nos guia é a mesma que nos afasta; porque, se dá pra olhar pro céu e sentir, dá pra olhar pra baixo e não perceber. a vida é linda demais pra gente se esconder.

da areia, sinto o vento bater, meu cabelo voar, minha memória viajar. e é mais ou menos um ciclo. dentre tudo, um coração que voa ao pensar que o universo nos colocou aqui por um motivo, sabe, por uma razão que muitas vezes passa despercebida. a gente, gente que sente, não percebe os sinais dos dias, não percebe que, se estamos aqui, vamos além, sempre pra, a cada instante, fazermos acontecer.

é tão lindo olhar pro céu e mergulhar nas curvas das nuvens, é tão lindo fazer delas um arco-íris perfeito pra imaginar. é lindo demais imaginar que somos reais, que tudo é real, que tudo acontece agora, neste segundo, e brilha forte em algum lugar que não dá pra ver a olho nu. somos pequenos perante o universo, mas carregamos vários dentro de nós. somos poeira, somos vida, somos arte. e mais, muito mais.

somos o choro que sai sem pedir licença, somos a lágrima que conforta, somos o sorriso que contagia, somos a risada que traz alegria. somos o sol, a nuvem, a estrela, a lua, a esperança. nós somos esperança.

somos a luta do relógio, somos a corrida do vento, somos a batida do coração. somos a felicidade da conquista, somos a emoção do nascimento, somos o abraço da diversão. nós somos o tempo. e com ele caminhamos, não necessariamente lado a lado, mas continuamos, sempre em busca de algo, sempre em direção da luz.

somos luz. e, mesmo com passadas diferentes, sentimos o que muitos não conseguem perceber: a força que há na nossa maneira de ver, de enxergar, de viver.

seja você. independentemente de tudo, você. só tenta não fazer mal a ninguém, tá? tenta se colocar no lugar, tenta não fazer o outro chorar. você tem o poder, você tem o poder de mudar o mundo. e o mundo tem o poder de mudar você.

cuidado, viu? tudo acontece, mesmo, t u d o a c o n t e c e. tenta lembrar que da poeira cósmica saem coisas lindas, como aquelas que vemos do avião e quando, de qualquer lugar, olhamos pro céu, mas saem também coisas que não cabem no nosso espaço. cada um e cada uma tem o seu motivo, né? tenta dar perdão a quem, em algum planeta, se perdeu. tenta se doar a quem merece, tenta merecer. seu universo tá aí, ó, em você! você pode, assim como as estrelas, brilhar ao olhar. tenta olhar, tenta ser, tenta enxergar. a vida, daí, te agradece por tentar.

eu não sei exatamente do que as estrelas são feitas. mas sei que, dentro da gente, existe uma imensidão recheada de constelação pronta pra amar.

tenta amar, tenta se amar. o amor próprio dá trabalho, eu sei, é difícil demais.

mas, se olhar pras estrelas faz a gente viajar, por que não dá pra gente olhar pro espelho e sorrir ao enxergar que, se existe vida lá em cima, existe dentro da gente também?

amor,
Caca

1 comment

Add Yours

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s