oito de março

eu não quero sua flor, eu quero seu respeito.

e eu falo isso do fundo do meu coração. eu falo, eu sinto, eu escrevo. eu tô aqui.

eu tô aqui e tô aí, ó, presta atenção!

eu morro todo dia, eu renasço todo dia, eu luto todo dia. e a minha luta é bonita pra caramba, é o que me dá voz e é o que me faz continuar assim, sabe, sempre em frente, sempre tentando, sempre amando.

eu amo demais e, às vezes, acho que você não entende isso. você me machuca pela minha roupa curta, você me julga por um corpo que é meu e não te pertence, você espera que eu seja um objeto. e, vai, se liga, eu sou mais. eu sou muito mais do que você imagina, eu sou muito mais do que o grito de desespero que você dá quando percebe que eu, mulher, posso ser mais forte do que você.

eu sou a força, meu amigo, eu sou o universo. eu sou poesia.

carrego histórias e mais histórias de sobrevivência, carrego lágrimas e mais lágrimas de solidão. não que eu esteja sozinha, longe disso, mas há vezes em que o mundo parece tirar o meu poder pelo simples fato de eu existir. e isso machuca, viu? machuca muito. é uma dor que corrompe o peito, é uma dor de muitas.

somos muitas. e, por favor, entenda: não é besteira, não é mimimi, não é palhaçada; é resistência. nós somos resistência. e nós estamos aqui, a cada instante, lutando pra sermos respeitadas, lutando pra que, todos os dias, nos enxerguem de verdade, nos tratem como pessoas, nos respeitem como mulheres.

eu não sou um objeto. meu corpo não é seu – você não pode fazer o que quiser com ele. dói me olhar no espelho e não me aceitar, dói saber que a sociedade machista exige de mim algo desumano, algo surreal. dói ver que há tantas, mas tantas de mim por aí chorando porque não estão no padrão-de-beleza-e-estética-da-sociedade-machista, dói ver que há tantas, mas tantas de mim sofrendo preconceito, racismo, assassinato. dói muito. e a gente luta, a gente continua, a gente não desiste. a gente é mais forte do que a dor. de mãos dadas, construímos a nossa fortaleza, e ai de quem tentar destruir, ai de quem tentar, mesmo que por um segundo, diminuir toda a garra que carregamos no olhar.

eu sou minha! consegue perceber? e a minha luta é linda, cara, é real. nós existimos. e não vamos deixar pra lá toda a violência que você faz com a gente, todas as vezes que a denúncia ficou ao seu lado. é inadmissível, é inaceitável. é o dia a dia de muita, muita mulher.

eu não vim ao mundo pra te fazer comida, pra lavar as suas roupas, pra te satisfazer na cama. eu vim ao mundo pra ser quem eu quero e quem mais eu quiser ser. a vida é minha, a vontade é minha, a luta é minha. quando é que você vai entender?

quando é que você vai entender que hoje, dia 08 de março, não é um dia de parabéns, é dia de luta? nada muda, entende? eu continuo morrendo, você continua nem aí e hoje, logo hoje, você quer me dar presente, desconto, respeito. é muito mais do que isso!

mulheres morrem todos os dias. a cada 90 minutos, um mulher é assassinada no Brasil. o feminicídio existe, ele tá em todo o canto, e insistem em deixar pra lá, insistem em dizer que é bobeira, insistem em nos matar. nós não vamos deixar pra lá. nós nunca vamos deixar pra lá. somos vida.

ei, mulher! o que é o dia 08 de março pra você?

pra mim, é o dia que muita gente lembra da gente, é o dia que o mundo finalmente escuta a nossa voz. não da maneira que eu queria, sim da forma que deveria ser durante todos os dias. nós somos a nossa luta, nós somos o infinito. e, juntas, vamos além.

mulheres, somos incríveis! obrigada pela força, obrigada por me ajudarem a respirar 💛

estamos aqui. e estamos juntas. se prepara, mundo, porque não vamos nos calar.

amor,
Caca

1 comment

Add Yours

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s