travesseiro

consigo te ver de olhos fechados.

aqui, no travesseiro, tudo parece mais bonito, tudo parece mais especial. tudo parece infinito.

é que você encosta em mim e eu sinto o mundo, cê deita no meu ombro, me olha do jeito que só você sabe olhar, me faz cafuné e diz tudo sem precisar falar. é surpreendente, sabe?

você me envolve nos seus braços, eu te coloco nos meus e a gente sonha, e sonha muito, imaginando viagens, momentos, vida. a gente imagina os dias e faz de cada espaço de tempo o instante perfeito pra ser feliz. a felicidade se instala e transforma qualquer segundo no momento mais acolhedor do mundo – que observa o nosso entrelaço pra, nas nossas entrelinhas, escrever a nossa história de mãos dadas com a gente.

o amor, o sentimento que mais tentam dar explicação no universo, acontece, e tudo passa a girar em volta dele. é o nosso sorrir pelo olhar, transbordar pela alma e entender pelo abraço que mais conforta o coração. é tentar verbalizar o que não dá pra explicar, é tentar nomear o que não tem nome, é tentar mostrar o que só a gente vê. é sentir o nosso infinito, daí, e perceber que aqui, no travesseiro, tudo acontece de repente, tudo acontece conforme as horas passam e o céu muda de cor; tudo acontece nas danças das nuvens, no canto dos pássaros, no voo das borboletas; tudo acontece de olhos fechados. a gente não vê, mas sabe. e ama, vive, sente.

com você, todo dia descubro uma nova forma de sentir. obrigada por estar aqui.

amor,
Caca

1 comment

Add Yours

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s